Ozonioterapia

É um procedimento médico   utilizado desde o século XIX. Seus primeiros estudos foram desenvolvidos na Alemanha. Atualmente   o ozônio é utilizado no Canadá, México, Estados Unidos, China, Malásia, Coreia, etc. A ótima fama internacional da medicina cubana deve-se, principalmente ao ozônio. Atribui-se a longevidade e vigor da Rainha da Inglaterra Elizabeth II aos tratamentos frequentes com ozônio.  Sua aplicação requer  especialização em Ozonioterapia, e por isso, deve ser feito exclusivamente por médico qualificado, devidamente treinado e experiente.

É indicado para os seguintes tratamentos:

  • Problemas circulatórios
  • Diversas doenças e condições do paciente idoso
  • Doenças causadas por vírus, tais como hepatites, Herpes simples e Herpes zoster
  • Feridas infectadas quaisquer, inflamadas, de difícil cicatrização, como úlceras nas pernas, de origem vascular, arterial ou venosas (varizes), úlceras por insuficiência arterial, úlcera diabética, risco de gangrena
  • Colites e outras inflamações intestinais crônicas
  • Queimaduras
  • Hérnia de disco, protrusão discal, dores lombares
  • Dores articulares decorrentes de doenças inflamatórias crônicas.
  • Imunoativação geral.
  • Como terapia complementar para vários tipos de câncer